By

Adoro andar pelos ares, ou seja, gosto de andar de avião, adorei a única experiência que tive de helicóptero mas nunca tinha estado tão próxima da sensação de voar como a que tive dentro do cesto de um balão de ar quente nos céus de Entradas, entre Castro Verde e Beja. Percorremos 6,57 km, numa hora e 16 minutos, a uma velocidade média de 5,2 km/hora, uma viagem tranquila e com direito a um cantinho especial na minha memória, pois não há sensação igual à de viajar em balão.

  balão 3

Lá no alto (subimos a uma altitude máxima de 515 metros), reina a serenidade e o silêncio só é quebrado quando falamos com os companheiros de voo ou quando o ar quente sai da botija. Há uma sensação de liberdade e a paisagem verdejante é deslumbrante. Tudo parece ter sido criado a régua e esquadro tanta é a perfeição das hortas, riachos, aldeias, cidades, herdades, campos e sobreiros. Visto lá de cima, o Alentejo tem ainda mais encanto e rivaliza com a outra parte do panorama: o céu azul, pincelado por nuvens brancas, de várias formas e tamanhos, que parecem estar tão perto. Observá-las é um exercício que faz dar largas à imaginação, pois podem ser tudo o que o nosso cérebro ditar. Perante um cenário destes, fico com a certeza que se há desafios irrecusáveis, voar num balão de ar quente é, sem dúvida, um deles!

 balão 2

Mas a aventura começou em terra, quando Hugo Domingos e Pedro Bento, da Up Alentejo – uma nova empresa que pretende promover os passeios turísticos de balão e que é uma parceria da Emotion – Life on Adventures e a Publibalão – nos foram buscar à Herdade dos Grous. Na altura, o nevoeiro matinal já tinha dado lugar a uma manhã solarenga e quase não se dava pelo vento, ou seja, estavam reunidas as condições perfeitas para voar, tal como, me tinham assegurado, na noite anterior. Chegados ao local da descolagem, começou o ritual de preparação do balão, no qual tivemos o privilégio de participar, seguindo as ordens dos pilotos. Pouco a pouco, o balão foi ganhando forma, começou a colorir a planície alentejana e a atrair os olhares da população de Entradas, que por ali foi passando e imortalizando o momento com fotografias. Seguiu-se, uma pequena conversa para conhecermos as regras de segurança e, depois, quase sem darmos por isso, começámos a afastarmo-nos de terra firme, ou seja, a voar e a ver o Alentejo a “desfilar” aos nossos pés. Há uma certa magia em todo o processo, que só termina quando aterrámos tão suavemente como tínhamos levantado voo e brindámos com espumante à experiência (todos os voos da Up Alentejo terminam desta forma).

 balão 5

Voámos em Entradas, contudo, a Up Alentejo também faz passeios em balão de ar quente em Alter do Chão, Arraiolos, Beja, Castelo de Vide, Elvas, Estremoz, Évora, Fronteira, Monsaraz, Montemor-o-Novo, Redondo e Vila Viçosa e pretende associar estas viagens ao que de melhor a região tem para oferecer. «Criámos parcerias com várias unidades hoteleiras do Alentejo [Convento do Espinheiro, Herdade dos Grous, Herdade da Malhadinha Nova, Hotel Convento D’Alter, Hotel Vila Galé Clube de Campo, Imani Country House, Pousadas de Portugal] e além de se poder combinar o passeio com a estadia, os nossos clientes poderão fazer ainda provas de vinho e provar a gastronomia alentejana», refere Hugo Domingos. E para que tivéssemos a experiência completa, ficámos Instalados na Herdade dos Grous, que se estende por 730 hectares e tem tudo o que o Alentejo tem de melhor: paisagem de perder de vista, vinhas, olivais, uma barragem e animais, como  as cegonhas, que ali escolheram fazer ninho. Na herdade, parece que o tempo anda mais devagar e apetece explorar cada cantinho. Os espaçosos quartos e suites, todos com lareira, são decorados em estilo rústico, bem como a zona do restaurante e cave, onde se pode fazer a prova dos famosos vinhos Herdade dos Grous.

 

 balão 4

Mas uma visita ao Alentejo não pode acabar sem uma refeição à boa maneira da região e a honra coube ao excelente restaurante A Cavalariça, em Entradas. O repasto começou com paio do lombo e pão, continuou com um divinal cozido de grão e com uma deliciosa açorda de perdiz, tendo fechado com uma encharcada à maneira da Cavalariça. E se a qualidade e o sabores dos pratos é inquestionável, o mesmo se pode dizer da simpatia da proprietária e dos empregados, que estão sempre prontos a dar uma sugestão e a explicar cada prato. A aventura por terras alentejanas estava prestes a acabar, mas ainda houve tempo para dar um saltinho ao Museu da Ruralidade, também em Entradas, que tem como objetivo preservar o património material e imaterial da região, e conta um pouco da sua história.

 

Para saber mais sobre o Alentejo, não perca a edição de abril da Saber Viver.

 

Up Alentejo

Tel.: 965 585 718

Preço dos passeios de Balão: varia entre os 140€ e os 500€ por pessoa

 

Herdade dos Grous

Albernoa – Beja

Preço do alojamento: A partir de 125€ por noite.

Preço das provas de vinho: A partir de 5 por pessoa

 

Restaurante Cavalariça

R. do Poço, 14

Entradas

Preço médio: 20€

 

Museu da Ruralidade

R. de Santa Madalena

Entradas

Preço: Entrada Livre

Leave a Reply