By

Já estamos a pensar nas tendências do próximo ano, tanto na moda como na beleza e, agora, na decoração. E estes são tons tendências na decoração em 2018 segundo a marca Pantone.

Arriscar é a palavra de ordem para 2018. Enquanto o Pinterest insiste em mostrar fotografias de decoração escandinava, repleta de brancos e cinzas, a marca Pantone, considerada uma autoridade nas tendências de cores, segue uma direção totalmente oposta e coloca o estilo minimalista de lado.

Pense nisto: faltam apenas dois meses para o final do ano. A Pantone, como sempre, antecipou-se e ditou quais os tons tendências na decoração em 2018 e as conjugações que melhor casam entre si.

Leatrice Eiseman, diretora do Pantone Color Institute, explicou no evento International Home + Housewares Show: “Os tons metalizados continuam a ser clássicos, mas foram substituídos pelos neutros. (…) Parece que, hoje em dia, as cores fortes são uma aplicação natural do nosso estilo de vida intenso”.

Ao todo são oito os tons tendências na decoração em 2018 – Vedure, Playful, Descretion, Tech-nique, Far-Fetched, Resourceful, Intricacye Intensity. Garantimos que alguns deles podem causar estranheza, pois não são de todo usuais. O nosso estilo de vida acelerado, e muitas vezes frenético, reflete-se na decoração, mas de forma positiva. Estes tons são fortes, sim. Porém, a sua combinação não podia ser a mais acertada.

Saiba ainda quais as tendências de decoração para o outono-inverno.

Os tons tendência na decoração em 2018

1. Discretion

Quem é fã dos tons pastel, vai adorar esta cor-tendência, em tons de rosa e púrpura lançada pela Pantone. Pode é não ser fácil de aplicar na decoração, correndo o risco de parecer demasiado feminina. O importante é que varie nos tons de rosa claro, escuro e roxo e vá ajustando de forma a que as divisões (ou divisão) não fiquem demasiado carregadas.

Como disse Leatrice Eiseman, “o cor de rosa desenvolveu agora um poder maior do que nunca”. E assim é.

2. Tech-nique

A Pantone uniu o turquesa e o cor de rosa claro e o resultado é uma paleta de tons que pode parecer estranha de início, mas que se mostra suave e simples. Opte por uma parede em um destes tons, com vários apontamentos de decoração do outro tom. Esta ode à tecnologia não podia ser mais amorosa.

3. Intensity

2018 vai ser um ano repleto de bravura – tanto na atitude como em casa. Dizemos-lhe isto porque as propostas da Pantone são para quem quer realmente dar uma reviravolta no lar. É o caso de Intensity, que junta bordeaux, castanho e dourado. Impactante? Sim, mas é por isso que resulta.

Leatrice Eiseman descreve-a como tendo “uma certa força, poder, profundidade e sofisticação”. Porém, deve ter cuidado em escolher esta tendência, a menos que a sua intenção seja escurecer uma ou outra divisão, pois poderá pesar demasiado. Use o dourado para contrabalançar o bordeaux e divirta-se a conjugar!

4. Resourceful

O que acontece quando o cor de laranja e o azul se juntam? Formam o tom Resourceful. Até pode parecer que não têm nada em comum, mas os dois criam um contraste diferente do comum. Se procura por tons “fora da caixa”, é nesta tendência que tem de apostar.

“[O Resourceful] Combina os tons quentes e frios e é impossível parar de olhar para eles”, descreve Leatrice Eiseman.

5. Verdure

Verde é Natureza, flores, árvores, campos e transmite um estado de paz. É tudo isto que vai entrar pela porta da sua casa. Este tom tem a função de implementar um ambiente de tranquilidade que ajuda na saúde mental e até física. Não, não estamos a exagerar.

A própria diretora executiva da Pantone disse que “esta paleta é um símbolo de saúde”. Para conseguir que seja um sucesso basta manter a casa, ou a divisão, com um estilo simples e monocromático (combinando com branco, por exemplo). Aposte num sofá verde, por exemplo, e em apontamentos, como plantas, quadros ou molduras.

6. Playful

O amarelo não é um tom fácil de se gostar. Mas usado nas quantidades certas pode resultar. O truque é não apostar em móveis demasiado grandes neste tom e ficar-se apenas por apontamentos – como almofadas, mantas ou colchas.

A cor pode não ser comum no mundo da decoração, mas se conjugar com cinzas, por exemplo, consegue uma harmonia de tons ideal.

7. Intricacy

Esta é uma tendência forte que não tenciona passar despercebida. Não é fácil de conjugar e é ideal para quem quer uma casa com personalidade. Consiste em três tons: metálicos, amarelo torrado e cor de vinho. Diferente do habitual? Muito.

Intricacy conjuga tons totalmente opostos que não parecem ter nada em comum. Quando estão unidos, criam um ambiente moderno a que não deve ser acrescentado mais nada. Nem padrões, nem outros tons, nada. Fique-se por estas três cores e arrisque.

8. Far-fetched

O amarelo e o bordeaux estão na ordem do dia. Farf-fetched é a tendência invernal que junta um conjunto de tons quentes que combinam na perfeição uns com os outros.

Eiseman explica que esta paleta “alcança e abraça muitas culturas diferentes”. É escura, contrasta com tons mais claros, como o amarelo, e não podia ser a mais perfeita para a estação fria.

Tem algum destes tons em casa? Qual é a sua tendência favorita?

Tags:
 

Leave a Reply