A culpa é do chocolate!

a-culpa-e-do-chocolate

É o meu doce de eleição e não vivo sem ele… Confesso! O problema é que, em excesso, pode ter consequências pouco saudáveis, entre elas, diminuir a duração do sono… A conclusão é de uma nova investigação que prova, pela primeira vez, que os alimentos que comemos, não só influenciam a qualidade do sono, como também o número de horas que dormimos.

Investigadores da Universidade da Pensilvânia (EUA) identificaram os alimentos que estão associados a diferentes tipos de sono e concluíram, por exemplo, que as pessoas que comem menos chocolate têm um sono mais prolongado. Já com as bagas vermelhas, o efeito é inverso. Quantas mais comer, melhor!  Pois, segundo o estudo, a carência de lipoceno e de vitamina C (presentes nos frutos vermelhos) está associada a um sono mais curto.

Espreite as outras conclusões do estudo e descubra como o tipo de sono pode refletir a dieta que está a fazer:


Sono muito curto (menos de cinco horas)

Significa que tem uma dieta pobre em hidratos de carbono e em lipoceno, um pigmento carotenoide de cor vermelha, presente em alimentos como os frutos vermelhos (morangos, amoras e framboesas…), mas também no tomate, em pimentos e na beterraba.


Sono curto (entre cinco a seis horas)

Pode estar relacionado com a carência de vitamina C (presente em citrinos, morangos, kiwi, papaia, salsa, brócolos, couves de Bruxelas e tomate) e de selénio (nutriente que pode encontrar em nozes, cereais integrais, peixe e carnes vermelhas). É também reflexo de uma dieta com excesso de luteína e zeaxantina, substâncias presentes nos vegetais de folha verde (brócolos, couve de Bruxelas, repolho e rúcula).


Sono prolongado (nove ou mais horas)

Está associado a um menor consumo de teobromina (substância encontrada no chocolate e no chá); de ácido dodecanóico (uma gordura saturada), da colina (presente em ovos e carnes vermelhas) e de hidratos de carbono.

Faça um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pergunta Anti-Spam: